Propomos concentrar artigos, de autores diversos, (postados na internet, revistas ou livros) com vista a reunir num mesmo lugar o que está espalhado por ai. A intenção-maior, ao reunir as manifestações de ideias que este Blogueiro se identifica, é compartilhar o conhecimento, enfatizar o senso comum que preza pelo amor a Deus e ao próximo, que valoriza a vida humana e tudo que compõe nosso espetacular ecossistema. Não há objetivo comercial nisso. Blog principal: Belverede.

Translate

Research | Pesquisar artigos de Cosmovisão

terça-feira, 26 de abril de 2011

Pastoras evangélicas reflexão com base em 1 Corintios 14.34-35

Photobucket
 Ler a Bíblia Sagrada sem contextualizar os textos que lê é complicado!

Infelizmente há muitos isolando 1ª Corintios 14.34-35.

As pessoas que apelam ao fato de que as mulheres devem ficar caladas na igreja fazem uma hermenêutica equivocada. É uma interpretação que entra em choque com a atitude de Paulo em reconhecer o ministério feminino nas igrejas, cria um disparate direto com 1ª Coríntios 11.5, onde lemos o apóstolo endossando a ação delas, quando ele afirma que as mulheres poderiam profetizar e orar durante os cultos.

A controvérsia que encontramos da parte de muitos que afirmam que as mulheres devem ficar mudas nas reuniões é pelo fato de um conhecimento superficial das Escrituras. “Falar”, no versículo 34 do capítulo 14 da carta de Paulo aos crentes coríntios, à luz do contexto histórico do registro bíblico da vida de Paulo, é no sentido de perguntar. Naquela congregação havia um grupo de mulheres intorrompendo a reunião. Repare o versículo 35: “se querem aprender alguma coisa, interroguem (perguntem) em casa aos seus maridos”.

Outra vez: O fato de haver a liberação para orar e profetizar prova que a proibição era focada num problema específico e jamais dirigida de maneira geral às outras mulheres daquela congregação ou outras congregações contemporâneas, ou à Igreja nos séculos que viriam.

O próprio apóstolo Paulo citou o ministério feminino ajudando-o: Priscila, Maria, Trifena, Trifosa, Pérside (Romanos 16.1-7, 12).

Ademais, o Novo Testamento lista diversas outras mulheres no serviço ministerial: Maria Madalena, Joana, Suzana, “muitas outras” (Lucas 8.1-3), Dorcas (Atos 9.36-42), Febe (Atos 16.1-2).

E.A.G.

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Convites comunidades evangélicas no Orkut

Venha participar das comunidades onde tenho o provilégio de  gerenciar. Sua presença nos prestigiará, nos sentiremos honrados com sua presença.

Blogueiros Evangélicos (3.931 membros) 
Projeto que reúne cristãos que têm e que gostam de ler blogs com editorial cristão. A comunidade incentiva propagandas. Dá liberdade às divulgações de artigos de blogueiros. Fundação: 3 de setembro de 2007.

Ouvimos o Pr. Silas Malafaia (1.361 membros) 

Deus em primeiro lugar. A idolatria ao homem é repudiada. Convidamos internautas que consideram Cristo como Senhor e Salvador e de alguma forma sinta-se identificado com o ministério de Malafaia. Fundada em 6 de março de 2007, sendo que em 3 de junho de 2010 de CGADB Em Foco passou a ser identificada pelo nome atual.

Bíblia de Modo Fácil (964 membros) 
A comunidade tem por filosofia priorizar a difusão da Palavra e promover reflexão bíblica. Polêmicas e discussões, tão comuns em outras comunidades, ficam sempre em segundo plano nessa. Fundação: 6 de março de 2007.

Assembleia de Deus Tradicional (238 membros) 

Liberdade com respeito e responsabilidade. Esse é o lema principal dessa comunidade, que nasceu com o forte desejo de ser um espaço para a livre expressão, e também ser promotora da paz e divulgadora da Palavra de Deus. Fundada em 2 de novembro de 2010.

Pr. Geremias do Couto (16 membros) 

A comunidade reúne admiradores do teólogo assembleiano, é divulgora de seu blog. Está inteiramente voltada aos que gostam de aprofundar-se no entendimento da Palavra e manter-se atualizado sobre as informações sobre cosmovisão cristã. Fundada em 3 de junho de 2010.

E.A.G.

terça-feira, 19 de abril de 2011

Sobre o Ministério da Crítica

Os críticos contumazes

Não é um erro julgar, mas o julgamento jamais deve ser a prioridade de um cristão.

Essas pessoas que desperdiçam seu tempo olhando e comentando as falhas de irmãos e irmãs são vazias espiritualmente. Os sinais de poder espiritual (Marcos 16.15-18) não as acompanham. Observe de perto a vida cristã desse pessoal e confirmará o que eu digo.

Esses críticos fazem eu lembrar da parábola A Trave e o Argueiro (Mateus 7.5). Olham o erro dos outros, mas o erro que está na vida deles é sempre maior.
.
A pergunta para quem prioriza o ato de criticar é:

Quantas pessoas você evangelizou hoje? E quantas evangelizadas por você neste ano estão frequentando a igreja e pensam em se batizar nas águas? Cinco, 10, 50?

Quer saber a razão de eu perguntar isso? É porque você e eu temos a chamada de apóstolo (= missionário, enviado).

Sim... Em Marcos 16.15 somos convocado por Jesus para ir pregar o Evangelho a toda criatura. Essa é a sua e minha missão como cristão. Não precisamos ir longe. Vizinhos, colegas de escola e trabalho, pessoas na frente e atrás das filas de banco e supermercado.

Tem muito crente equivocado, vivem parados procurando erros nos irmãos e nas irmãs, estão esquecidos de suas falhas. Uma dessas falhas é deixar de evangelizar para exercer o papel de juiz de todos.

Marcos 16.15-18: "E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado. E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas; pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão".
.

domingo, 17 de abril de 2011

Pastor Marco Feliciano é ameaçado de morte

A revista Época, em matéria assinada por Lucas Hackradt, com o título Deputado Marco Feliciano: "Não aceito as atitudes homossexuais em espaço público", versão online, em postagem de 31/03/2011 às 18h38 e atualização na mesma data às 19h45, trouxe menções de digitações do deputado federal Marco Feliciano em sua página de Twitter, postadas em 30 e 31 de março, quando o parlamentar referiu-se aos homoafetivos, satanista e macumbeiros, como seus inimigos na Internet, e também fez declaração - considerada polêmica por muitos - ao dizer que os africanos são amaldiçoados por Deus.

Ao povo evangélico, cabe o direito de discordar das interpretações bíblicas de Feliciano. Mas, mesmo discordando, é importante levar em consideração os 211.839 votos que ele recebeu pelo Estado de São Paulo. Agora ele é uma autoridade federal no âmbito legislativo, representa o povo brasileiro. É o pastor assembleiano mais bem votado do nosso País em 2010. Exercer democracia é saber valorizar a escolha dos cidadãos que votaram nele.

No entanto, nesta matéria da revista Época, há uma denúncia gravíssima de Feliciano, porém, estranhamente, a mesma não repercutiu na sociedade, como aconteceu com suas declarações do Twiiter. Também não encontrei repercussão em sites e blogs de editorial religioso.

Feliciano enviou à redação da revista o seguinte comunicado, que segue em ipsis leteris:
__________

"São Paulo-SP, 31 de março de 2011.

Após algumas horas de uma postagem na internet: AFRICANOS DESCENDEM DE ANCESTRAL AMALDIÇOADO POR NOÉ. ISSO É FATO. O MOTIVO DA MALDIÇÃO É A POLÊMICA. NÃO SEJAM IRRESPONSAVEIS TWITTERS rsss Fui alvo de milhares de pedradas, sapatadas, raquetadas, "twittadas", e ainda virei matéria de midias como UOL, etc.

O que gostaria aqui de explanar, explicar e logo depois DENUNCIAR é algo grotesco e absurdo!

Primeiro a Explanação:

Gn. 9:22-25 - E viu Cão, o pai de Canaã, a nudez do seu pai, e fê-lo saber a ambos seus irmãos no lado de fora. Então tomaram Sem e Jafé uma capa, e puseram-na sobre ambos os seus ombros, e indo virados para trás, cobriram a nudez do seu pai, e os seus rostos estavam virados, de maneira que não viram a nudez do seu pai. E despertou Noé do seu vinho, e soube o que seu filho menor lhe fizera.E disse: Maldito seja Canaã; servo dos servos seja aos seus irmãos.E disse: Bendito seja o SENHOR Deus de Sem; e seja-lhe Canaã por servo. Alargue Deus a Jafé, e habite nas tendas de Sem; e seja-lhe Canaã por escravo..

No texto acima temos a citação biblica onde Noé amaldiçoa o descendente de Cão, ou seja, toda a sua descendencia, pois Canaa era o mais moço. Canaã representa diretamente a descendencia de Cão representando todos os seus filhos.

Gn.10:6 - E os filhos de Cão são: Cuxe, Mizraim, Pute e Canaã.

Acima vemos os filhos de Cão. Entre eles Cuxe. Veja abaixo a citação do Historiador Hebreu:

Flavio Josefo dá conta da nação de Cuxe, filho de Cam e neto de Noé : "Para um dos quatro filhos de Cam, o tempo não para toda a mágoa o nome de Cush; para a Etiópia , sobre o qual reinou, são ainda menos Neste dia, tanto por si e por todos os homens na Ásia , etíopes chamados. "(Antiquities of the Jews 1.6). ( Antiguidades dos Judeus 1,6).

Bem, citando a bíblia e a história, a veracidade sobre a postagem. AFRICANOS DESCENDEM DE CÃO, FILHO DE NOÉ.

Segundo a Explicação:

Como Cristãos, cremos em bençãos e portanto não podemos ignorar as maldições. Recai sobre o homem o peso da lei, toda vez que por ele a lei é quebrada.

Ex.34:7 que conserva sua graça até mil gerações, que perdoa a iniqüidade, a rebeldia e o pecado, mas não tem por inocente o culpado, porque castiga o pecado dos pais nos filhos e nos filhos de seus filhos, até a terceira e a quarta geração".

Alguns creem que tudo acontece aqui na "horizontal" da existência, tipo, problemas vem por culpa do governo, empresarios, etc. Mas nós cristãos cremos que existem coisas que vem da "vertical", ou seja, cremos que Deus governa o mundo. E sua palavra não volta atrás .

Todavia, também cremos que toda vez que o homem, a familia, o país, entrega os seus caminhos ao Senhor, toda maldição é quebrada na cruz de Cristo!

Tem ocorrido isso no continente africano. Milhares de africanos, tem devotado sua vida a Deus e por isso o peso da maldição tem sido retirado, afinal esta escrito na palavra de Deus:

Is.10:27 - A unção despedaça o jugo!

Gl. 3:13 - Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro;

Terceiro a DENUNCIA:

Desde o periodo das eleições, quando apresentamos ao povo evangélico as leis que tramitavam na camara, como a Pl. 122, comecei a receber ataques, ameaças, xingamentos, e outras coisas mais que não vale a pena citar aqui. Um dos seus representantes mais atuantes, um parlamentar eleito, ao assumir seu lugar em Brasilia, chamou a imprensa e declarou guerra a bancada evangélica. Sou o Deputado Evangélico mais votado do País. Dai seus tiros contra mim, através dos seus asseclas que ficam no twitter a espreita, procurando alguem que possam denegrir. No twitter existe um grupo de homoafetivos que deturpam tudo o que digo, e dessa vez foram longe demais! Esparramando pela midia uma matéria esdruxula! Ja fui entrevistado hoje por muitos jornalistas, alguns sensibilizados por compreenderem do que se trata, outros irritados ja me chamando de HOMOFÓBICO E RACISTA.

Alerta a comunidade evangélica! Estamos sob fogo cruzado! E é preciso uma ação coletiva de repudio a esses ataques e a essas infames insinuações, pois isso pode provocar o ódio, a cólera, a ira, e sabe Deus o que mais.

Recebi uma mensagem de ameaça de morte dizendo que estou na lista ao lado de pastores como Silas Malafaia e outros.

Conclamo a Mídia Cristã responsável, pois existem tambem no nosso meio cristão uma MIDIA MARROM, inescrupulosa, baixa, irresponsável e leviana, que se alimenta de especulações e fofocagens! Nesse momento não é o meu nome que está em jogo, nesse momento estão em jogo comigo MILHÕES DE CRISTÃOS QUE LUTAM PELA FAMILIA ASSIM COMO EU.

Que fique bem claro aqui de uma vez por todas, NAO SOU HOMOFÓBICO. O que as pessoas fazem nos seus quartos não é do meu interesse. Sou contra a promiscuidade que fere os olhos de nossos filhos, quer seja na rua, nos impressos, na net ou na TV. Respeito o ser humano, mas tenho o direito de ser repeitado também! NÃO SOU RACISTA! Sou Brasileiro com um sangue miscigenado, por africanos, indios e europeus. SOU CRISTÃO sim Senhor.

Peço oração a todo o povo cristão brasileiro, os que lutam pela familia, os que amam ao Senhor, e os que me conhecem há tempos, e sabem que como todo brasileiro sou afro-descedente. Auxilío missionários no continente africano com sustento. E ja estive por lá e bem sei da luta daquele sofrido povo. E oro por eles!

Um abraço fraterno naquele que quebrou todas as maldições, Jesus o Senhor!

Agradeço a toda mídia brasileira pelo respeito e apreço.

Pr. Marco Feliciano

Deputado Federal PSC-SP".
__________

Nas eleições de 2010, para deputado federal, votei em Jorge Tadeu Mudalen, o segundo canditado evangélico melhor votado pelo Estado de São Paulo.


E.A.G.

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Marilena Chiaui define o substantivo verdade em grego hebraico e latim

Por Marilena Chaui

Nossa idéia de verdade foi construída ao longo dos séculos, com base em três concepções diferentes, vindas da língua grega, da latina e hebraica.
.
Grego
.
Em grego é alétheia ("a" indica negação e "léthe" significa esquecimento). Em outras palavras, o não-esquecido, o não-escondido, o não-dissimulado. "é uma auto-manifestação da realidade ou manifestação dos seres à visão intelectual dos humanos. Ela é uma qualidade das próprias coisas (o manifestar-se ou mostrar-se a si mesmas e o verdadeiro está nas próprias coisas, quando o que elas manifestam é a sua realidade própria. Conhecer é ver e dizer a verdade que está na própria realidade, e portanto a verdade depende de que a realidade se manifeste, enquanto a falsidade depende de que ela se esconda ou se dissimule em aparências. Por isso, na concepção grega, o verdadeiro é o ser (o que algo realmente é) e o falso é o parecer (o que algo aparenta ser e não é).

Latino

Em latim, verdade se diz veritas e se refere à precisão, ao rigor e à exatidão de um relato, no qual se diz com detalhes, pormenores e fidelidade o que realmente aconteceu. Verdadeiro se refere, portanto à linguagem como narrativa de fatos acontecidos, refere-se a enunciados que dizem fielmente as coisas tais como foram ou aconteceram"

Em outras palavras, no grego a aparência (refere-se ao fato) é o contrário da verdade, e no latino, o contrário da verdade é a mentira e a falsificação (refere-se à linguagem)!

Hebraico

Em hebraico, verdade se diz emunah e significa "confiança". Agora são as pessoas e é Deus que são verdadeiros. Um Deus verdadeiro e um amigo verdadeiro são aqueles que cumprem o que prometem, são fiéis a palavra dada ou a um pacto feito: enfim, não traem a confiança.

A verdade se relaciona com a presença de alguém (Deus ou humano) e com a espera de que aquilo que foi prometido ou pactuado irá cumprir-se ou acontecer. Emunah é uma palavra da mesma origem que "amém" e significa "assim seja". A verdade é uma crença fundada na esperança e na confiança em uma promessa , estando referida ao futuro, do que será ou virá. Sua forma mais elevada é a revelação divina e sua expressão mais perfeita é a profecia.

Resumo:

Alétheia - as coisas como são e sempre serão, tais como se manifestam agora ao nosso espírito;

Veritas - aos fatos que foram (relatados);

Emunah - em relação às coisas que serão (e que foram prometidas).

Fonte: Convite a Filosofia, capítulo 3, tópico As Concepções da Verdade (Editora Àtica - São Paulo, 2000).

Marilena Chiaui define verdade em grego, hebraíco e latim

Por Marilena Chaui

Nossa idéia de verdade foi construída ao longo dos séculos, com base em três concepções diferentes, vindas da língua grega, da latina e hebraica.

Grego

Em grego é alétheia ("a" indica negação e "léthe" significa esquecimento). Em outras palavras, o não-esquecido, o não-escondido, o não-dissimulado. "é uma auto-manifestação da realidade ou manifestação dos seres à visão intelectual dos humanos. Ela é uma qualidade das próprias coisas (o manifestar-se ou mostrar-se a si mesmas e o verdadeiro está nas próprias coisas, quando o que elas manifestam é a sua realidade própria. Conhecer é ver e dizer a verdade que está na própria realidade, e portanto a verdade depende de que a realidade se manifeste, enquanto a falsidade depende de que ela se esconda ou se dissimule em aparências. Por isso, na concepção grega, o verdadeiro é o ser (o que algo realmente é) e o falso é o parecer (o que algo aparenta ser e não é).

Latino

Em latim, verdade se diz veritas e se refere à precisão, ao rigor e à exatidão de um relato, no qual se diz com detalhes, pormenores e fidelidade o que realmente aconteceu. Verdadeiro se refere, portanto à linguagem como narrativa de fatos acontecidos, refere-se a enunciados que dizem fielmente as coisas tais como foram ou aconteceram"

Em outras palavras, no grego a aparência (refere-se ao fato) é o contrário da verdade, e no latino, o contrário da verdade é a mentira e a falsificação (refere-se à linguagem)!

Hebraico

Em hebraico, verdade se diz emunah e significa "confiança". Agora são as pessoas e é Deus que são verdadeiros. Um Deus verdadeiro e um amigo verdadeiro são aqueles que cumprem o que prometem, são fiéis a palavra dada ou a um pacto feito: enfim, não traem a confiança.

A verdade se relaciona com a presença de alguém (Deus ou humano) e com a espera de que aquilo que foi prometido ou pactuado irá cumprir-se ou acontecer. Emunah é uma palavra da mesma origem que "amém" e significa "assim seja". A verdade é uma crença fundada na esperança e na confiança em uma promessa , estando referida ao futuro, do que será ou virá. Sua forma mais elevada é a revelação divina e sua expressão mais perfeita é a profecia.

Resumo:

Alétheia - as coisas como são e sempre serão, tais como se manifestam agora ao nosso espírito;

Veritas - aos fatos que foram (relatados);

Emunah - em relação às coisas que serão (e que foram prometidas).

Fonte: Convite a Filosofia, capítulo 3, tópico As Concepções da Verdade.

Select the language